Santuário Santa Edwiges

Estrada das Lágrimas, 910 - Sacamã - São Paulo, SP

(11) 2274 2853

Artigos › 29/01/2019

Como plantar palavras de conforto e vitória na vida dos outros?

Já sabemos que, revestidos do Cristo, nos tornamos “homens novos, criados à imagem de Deus, na verdadeira justiça e santidade” (cf. Ef 4,24). A primeira consequência da vida nova é a prática das virtudes, exercendo-as de forma a reunir todos os cristãos pelo sacrifício de Cristo. Esse trabalho de evangelização está ligado estritamente à felicidade, à caridade e, sobretudo, ao amor. Nesse passo, não nos é exigido sempre grandes obras, mas é importante estarmos atentos aos momentos de tristeza que envolvem aqueles que participam do nosso cotidiano, sempre nos apresentando dispostos a ajudá-los. São Paulo, na carta escrita aos Efésios, ensina: “De vossa boca não saia nenhuma palavra maliciosa, mas somente palavras boas, capazes de edificar e de fazer bem aos ouvintes” (Ef 4,29).

E assim podemos fazer pequenas obras de evangelização, apenas com palavras de vitórias, as quais, muitas vezes, faltam na vida dos nossos irmãos. Estando com o próximo, é necessário sermos presença verdadeira, principalmente em um momento social em que os smartphones roubam toda a nossa atenção. Estar, de fato, com o outro, é desligar-se dos próprios problemas, das interferências da internet e da televisão, e ouvir o que outro nos diz de coração. Com isso, as palavras certas virão até nós e seremos mensageiros da felicidade.

Por outro lado, é preciso atentar-se às palavras que entristecem e magoam. Por vezes, a correria do nosso dia a dia nos leva a escolher palavras erradas, principalmente quando, desatentos ao sentimento do outro, não interpretamos o momento com o devido respeito e fazemos piadas, brincadeiras ou pouco caso do assunto. Nessa situação, perdemos a oportunidade de fazer o bem. Portanto, que a lição de São Paulo possa estar sempre conosco, para que as palavras que saiam de nossas bocas sempre edifiquem.

Papa Francisco nos ensina: “A misericórdia possui também o rosto da consolação. ‘Consolai, consolai o meu povo’(Is 40,1) são as palavras sinceras que o profeta faz ouvir ainda hoje, para que possa chegar uma palavra de esperança a quantos estão no sofrimento e na aflição”. Plantar palavras de vitória em sua vida e na dos outros é fácil apenas na teoria. Na prática, são diversas as situações que dificultam ouvirmos e dizermos essas palavras de consolação.

Que Deus nos ilumine e nos guie, para que sejamos capazes de ser uma presença verdadeira que nos afaste das distrações. Para que as palavras de conforto e vitória nos sejam claras, tornando-nos mensageiros da vitória para confortar o próximo em momentos de dificuldades. Logo, você irá adquirir a serenidade necessária para ouvir nos momentos de dificuldade dos outros, além de encontrar amigos verdadeiros, que lhe ouçam e aconselhem, ao seu próprio exemplo. Que assim seja!

Referências:
BÍBLIA SAGRADA. Tradução da CNBB, 18 ed. Editora Canção Nova.
FRANCISCO. Carta Apostólica Misericordia et misera. Dado em Roma em 20 de novembro de 2016.

Por Luis Gustavo Conde, via Canção Nova

X