Liturgia diária
Evangelho: Nossa Senhora de Guadalupe . Festa
Santo: Nossa Senhora de Guadalupe – Padroeira de toda a América

Para refletir: “É pela Santíssima Virgem Maria que Jesus Cristo veio ao mundo, é pela Santíssima Virgem Maria que Jesus Cristo deve reinar no mundo.” São Luiz de Montfort
Jornal
Galeria de Fotos
  • Uma foto no Flickr
  • Uma foto no Flickr
  • Uma foto no Flickr
  • Uma foto no Flickr
  • Uma foto no Flickr
  • Uma foto no Flickr

SAV – Serviço de Animação Vocacional

O Serviço de Animação Vocacional nasce do mistério da Igreja e põe-se ao seu serviço. É um trabalho que precisa ser assumido com vigor por todos os membros da comunidade, na firme convicção que não é um elemento secundário ou um acessório da evangelização.

Dentro da Pastoral de Conjunto deverá ser acolhida como atividade intimamente acolhida inserida na ação Evangelizadora de cada Igreja, como órgão vivificante da vida e da missão da comunidade Eclesial. E a razão disso, nos lembra o Papa João Paulo II, é o “fato de que a vocação define, em certo sentido, o ser profundo da Igreja, ainda antes do seu operar. No próprio nome da Igreja, Ekklesia, está indicada a sua intima fisionomia vocacional, porque  ela é verdadeiramente ‘convocação’,  Assembléia dos chamados”(PdV34).

Por isso mesmo, nenhuma diocese ou comunidade paroquial pode prescindir da animação vocacional e do dever de organizar o Serviço de Animação Vocacional, pois, o cuidado e o cultivo das vocações não devem ser motivados somente por urgências pastorais ou por escassez de agentes evangelizadores. O que motiva a animação vocacional é o próprio ser da igreja.

Através da promoção da interação e da comunhão entre as comunidades, incentivando o contato e o diálogo entre as pessoas e as instituições eclesiais, entre as diversas vocações especificas, o SAV promoverá a dimensão vocacional de toda a ação evangelizadora.

Na Evangelização, a missão do Serviço de Animação Vocacional não é fazer recrutamento fácil de candidatos para os seminários ou candidatas para as casas religiosas, como infelizmente acontece em muitos lugares.

O objetivo primeiro da atividade vocacional “consiste essencialmente em iniciar a participar, em modo concreto e ativo, a vida e missão da Igreja particular” (2CIV, 43).

Por isso mesmo que a finalidade da animação vocacional  organizada e estruturada, é ajudar os batizados e assumirem o seu lugar na Igreja.

O serviço vocacional começa de forma mais ampla suscitando vocações para o reino e oferecendo as condições necessárias para seu amadurecimento e desenvolvimento.

Somente num segundo momento é que se trabalha o discernimento para as vocações especificas. Ou, se quisermos a atividade vocacional, tem inicio com a sensibilização da comunidade para o seguimento de Jesus. Nesta tarefa, numa segunda etapa, tem inicio o aprofundamento que leva a opção consciente e livre por determinada vocação especifica.

(Extraído do texto “Animação Vocacional no contexto da Evangelização” do  Pe. Lucivaldo Castellani)


O Serviço de Animação Vocacional de nossa comunidade foi implantado graças ao incentivo do Pe. Antonio Luis, atual pároco da Igreja Nossa Senhora de Guadalupe em Ourinhos – SP. Apoiado pelo Frei Bennelson (na época) e pela Ir. Anely (Palotina). Corria o ano Vocacional de 2003, com o tema: “Batismo: Fonte de todas as vocações” e o lema: “Avancem para as águas mais profundas”

O convite foi estendido a todas as pastorais e movimentos, pois não se tratava de mais uma pastoral e sim um serviço de Animação Vocacional, responsável pelo cultivo da dimensão vocacional na comunidade paroquial.

A primeira equipe contava com mais de vinte pessoas tendo como primeira coordenadora a jovem Patrícia.

Houve desistências e o grupo aos poucos desanimava-se. Com a assessoria do Pe. Neto o grupo tomou novo ânimo e não parou mais com sua atuação paroquial até hoje. Promove semanas de oração e reflexão pelas vocações e em trabalhos de apoio a outros grupos como a Pastoral da Juventude.

Pe. Neto dizia que: “Depois da chuva forte sempre ficam gotas no varal. É dessas gotas que deve renascer a pastoral”.

Nesta época as reuniões eram sempre realizadas com muitas orações e a coordenação estava a cargo da senhora Valdecir.

Outros assessores vieram edificar e somar o nosso serviço como: Frei Marcelo Silva, Frei Paulo Sérgio (hoje padre). Este último assessor foi sempre um companheiro e a maioria dos eventos realizados foi no seu período de assessoria.

Os principais eventos organizados foram sempre em prol das ordenações diaconais e sacerdotais, profissões religiosas, jubileus dos padres e outras atividades próprias da paróquia.  Sempre realizadas em parceria com outras pastorais como a Missionária, Fraternidade Josefina e a Comunidade Nossa Senhora Aparecida.

O objetivo principal deste serviço é animar as vocações. Isso se faz por meio das orações pelas vocações; o trabalhar com os jovens para um discernimento vocacional e o trabalho nas atividades paroquiais para a sua animação vocacional.

O grupo tem como finalidade ser anunciadores das vocações e do serviço.

Diácono Marcelo Ocanha

Compartilhe e evangelize:

Conheça outras pastorais e movimentos de nossa comunidade: