Liturgia diária
Evangelho: Nossa Senhora de Guadalupe . Festa
Santo: Nossa Senhora de Guadalupe – Padroeira de toda a América

Para refletir: “Em Jesus vocês foram enriquecidos em tudo, em toda a palavra e em todo o conhecimento.”São Paulo
Jornal
Galeria de Fotos
  • Uma foto no Flickr
  • Uma foto no Flickr
  • Uma foto no Flickr
  • Uma foto no Flickr
  • Uma foto no Flickr
  • Uma foto no Flickr

Apostolado da Oração

Para ser membro desta associação, a condição fundamental é o amor. Amor que é o próprio Espírito de Cristo atuando através de nós. Amor que leva a ser manso e humilde de coração e ter um coração simples e pequenino, como o das crianças. O amor não tem idade, a oração não tem idade.

O Apostolado da Oração está intimamente ligado à Ordem dos Jesuítas. Começou em 1884 em um Colégio desta Ordem na França, onde estudantes de filosofia e teologia estavam ansiosos para fazer algum apostolado.

Seu orientador lhes fez ver, que enquanto eram estudantes, não tinham condições para fazer pregação e outros trabalhos de apostolado direto. O que poderiam fazer era oferecer seus estudos, os sacrifícios voluntários e outros atos de piedade.

Dois anos depois, este mesmo Padre orientador espiritual publicou um livro chamado “O Apostolado da Oração”. O livro e a devoção obtiveram a aprovação do Superior Geral da Ordem dos Jesuítas, e o próprio Papa Pio IX o aprovou em 1849. Um bom teólogo, Pe. Gautrelet, SJ, deu o embasamento teológico à devoção ao Sagrado Coração, bem como ao Apostolado da Oração e daí por diante a devoção se propagou rapidamente.

Em 1861 começou a circular o Mensageiro do Coração de Jesus, como órgão oficial do Apostolado. Passou a ser publicado em várias línguas e a Associação recebeu estatutos próprios e aprovação oficial do Papa. A sede da Associação está em Roma e o Superior Geral dos Jesuítas é também o Superior Geral do Apostolado da Oração.

Ele os dirige através de um Delegado e Secretário Geral. A idéia central, da qual nasceu o Apostolado é esta: Todos os batizados são chamados a cooperar na edificação do corpo da Igreja e da Comunidade de Fé. Nem todos o fazem da mesma maneira (cf. Ef. 4,16). Nem todos podem trabalhar diretamente como apóstolos e missionários. Mas todos podem e devem fazê-lo por meio da oração e sacrifício. São Paulo diz (cf. Col 1,24) que o Cristão deve completar em sua pessoa o que falta à paixão de Cristo, em favor do corpo de Cristo, a Igreja. Assim, nossa vida torna-se um sacrifício, uma oblação, oferecida com Cristo em Cristo, para a Glória de Deus e salvação do próximo.


No Brasil

O Apostolado da Oração começou no Brasil em Itu, São Paulo, em 1871, pelo Pe.Bartolomeu Taddei, SJ, considerado o fundador e propagador do AO no Brasil. Antes disto houve um pequeno centro isolado em Pernambuco, em 1867, mas que não teve projeção nacional.

Em 1888 havia cerca de 300 Centros de AO pelo Brasil inteiro, com mais de 400.000 membros. Com maior difusão, houve um despertar intenso para a Sagrada Eucaristia e a vida de fé. Atualmente, o Apostolado da Oração continua a crescer em fervor espiritual e apostólico, em todo o território nacional.


No Santuário Santa Edwiges

Em nosso santuário o Apostolado da Oração é coordenado pela senhora Norma Apude, que há muitos anos vem desempenhando este serviço com muito amor e dedicação. Existem muitas atividades devocionais e serviços dos quais todos são convidados a participar:

  • Toda quinta-feira que antecede a primeira sexta-feira do mês – reunião às 14h.
  • Missa dedicada ao Sagrado Coração de Jesus todas as primeiras sextas-feiras às 15h.
  • Recitação do terço todas as segundas-feiras às 07h30.
  • Adoração eucarística todas as quintas-feiras às 16h.

O grupo conta hoje em torno de 55 membros divididos entre zeladoras e zelados (as).

O mês de Junho é todo dedicado ao Sagrado Coração de Jesus, cuja difusão da devoção é responsabilidade da Associação do Apostolado da Oração.

Texto: Marcelo Ocanha

Compartilhe e evangelize:

Conheça outras pastorais e movimentos de nossa comunidade: