Liturgia diária
Evangelho: 9º DOMINGO Tempo Comum
Santo: São João Batista de Rossi

Para refletir: “Louvai ao Senhor com todo o vosso ser, isto é, não só a língua e a voz louvem a Deus, mas também a vossa conciência, vossa vida e vossas ações.” Santo Agostinho
Jornal
Galeria de fotos

Peregrinação a Paróquia São Judas TadeuCelebração da CrismaChá Bingo
Encenação da Paixão de Cristo (Fotos: Rodrigo Lima)Vigília Pascal (Fotos:Gina Santos)Celebração da Cruz (Fotos: Gina Santos)

Ministros da Eucaristia, Acolhida e Palavra se reúnem para retiro

Aconteceu no dia 11 de março no Centro Pastoral Sagrada Família das irmãzinhas da Imaculada Conceição, o retiro dos nossos ministros que teve como tema a Palavra que renova, assessorado pelo Pe. Bennelson e pela equipe de coordenação (Cleusa Maia, Eliana e Augusta).

A oração inicial convidou os participantes a abrirem o tesouro que é a quaresma. Quando somos capazes de vivenciar as propostas desse tempo de conversão, encontramos com duas realidades. Uma é a paz que recebemos de Cristo que caminha conosco e a segunda é que somos sustentados pelo amor do Pai a cada instante.

A primeira pregação que meditamos foi sobre o olhar em Lucas, 24, 13-35  e Gênesis 3, 1-13. No Éden o olhar do homem é para os próprios interesses. Ao abrir os olhos o homem e a mulher depararam-se com sua própria realidade, seu ser tal como é (nudez).  No olhar de Emaús, Jesus se torna invisível, mas é essencial aos olhos do coração. É uma experiência marcada pela felicidade do olhar – nós o vimos, está vivo! Esta entre nós! Abriram-se os olhos e reconheceram que era o Senhor. Enxergaram finalmente tudo o que estava evidente.

A celebração Eucarística foi o ponto alto do retiro. É incrível como o mistério da paixão, morte e ressurreição do Cristo nos comove e nos move para a transformação interior e exterior. É uma renovação que o cristão vive a cada Eucaristia.

Na parte da tarde aconteceram às confissões, a Adoração ao Santíssimo e a partilha de vida, que por sinal foi significativa e emocionante ao escutar que o outro também passa pelas mesmas dificuldades e alegrias que passamos. Não estamos sozinhos a servir a Deus, somos uma comunidade cristã.

Quem participou do retiro percebeu que Deus deseja a nossa felicidade e por esta razão, devemos nos empenhar na conversão diária, pois não podemos realizar a vontade de Deus com posturas imaturas, fechadas, rígidas e até muitas vezes maldosas de nossa parte.

Quero agradecer aos ministros da Eucaristia, da Palavra e da Acolhida por esse momento tão rico da nossa comunidade. Por sermos uma comunidade viva que procura realizar os desígnios de Deus. Que essa Páscoa seja uma grande renovação na nossa vida espiritual e humana. Uma Feliz e Santa Páscoa!

 

Pe.Bennelson da Silva Barbosa – OSJ

Compartilhe e evangelize:

QR Code Business Card