Liturgia diária
Evangelho: 5ª-feira da 10ª Semana do Tempo Comum
Santo: Santo Efrém, diácono e doutor da Igreja

Para refletir: “Precisamos fazer todo bem que pudermos a todas as pessoas, mas esperar recompensa só de Deus.” São João Vianney
Jornal
Galeria de Fotos
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
Palavra do reitor › 04/05/2017

Mês de Maio, mas que especial!

Caros Romeiros, Paroquianos, Devotos de Nossa Padroeira, enfim aqueles que fazem parte da Comunidade Santuário Santa Edwiges.

Maio tem muitos nomes, muitas formas de ser chamado. Para as nubentes o mês das noivas, para os Cristãos o mês de Maria, afinal, no dia 13 de Maio fará 100 anos das Aparições de Maria em Fátima aos três Pastorinhos no Brasil, celebramos também os 300 anos do encontro da Imagem de Nossa Senhora da Conceição nas águas do Rio Paraíba do Sul, e no Santuário Santa Edwiges nós caminhamos para deixar um marco histórico para a celebração dos 300 anos de Nossa Senhora, com um espaço digno onde a mãe de Deus a Senhora Nossa seja venerada e visitada, recordando a sua presença com Rainha e Padroeira do Brasil.

Se para as nubentes é o mês das noivas, o convite é que as noivas que vão se preparar para os seus esponsais possam pensar um pouco e dar uma cuidada nos seus preparatórios, não só de fazer as festas, mais preparar uma bela e harmoniosa celebração, com textos bíblicos para que o casal tenha uma certa vivência e um sentido, músicas que sejam não motivos de filmes, mas de sentido e vida espiritual cristã, enfim, que possam ao celebrar o sacramento, ter o sinal que verdadeiramente Deus os une e os dá a verdadeira benção e assim se estabelece um novo lar, uma casa onde Deus nos habita que formam a nova família, e ai se estabelece uma nova família doméstica.

Em Portugal se faz 100 anos das aparições de Nossa Senhora em Fátima, com o convite “rezai o terço todos os dias”. Maria, a Mãe dos simples, dos pequenos, a que canta o Magnificat, (Lc,1,46-55), que continua na vida e na história a dar a possibilidade de se acessar ao Pai de modo simples, o terço, devoção que São Domingos faz para que os simples tenham uma oração, é a oração que ela oferece aos pequenos e posteriormente aos que se associam ao momento que ela se faz presente na vida dos Portugueses e depois do mundo inteiro.

Maio que nos leva a celebrar e lembrar Aparecida, que em Outubro faz 300 do encontro de sua imagem nas águas do Rio Paraíba do Sul. Ela que por sua vez vem novamente para a defesa dos que não tem a liberdade, que tem a vida sob o peso de trabalhos e orientações que privam a liberdade. Ela que na história de um povo que de modo particular atendeu aos que dela se aproximaram, e muito especialmente se mostrou do lado dos simples e dos pequenos.

No Santuário Santa Edwiges, queremos deixar um espaço onde a Mãe de Jesus, a Senhora Nossa possa ser venerada com dignidade, por isso se faz o Nicho de Nossa Senhora para que este espaço dedicado a Maria seja, com a dignidade, o espaço de recordar o tricentenário desde o encontro até hoje de Maria, Mãe, Rainha, Padroeira e Senhora Nossa, a Aparecida de todas as gentes.

Que Maria nos inspire e nos faça colaboradores no Mistério da Salvação, vivendo e celebrando sempre mais a encarnação do Senhor, com esta colaboradora, seja a nossa intercessora junto ao Pai. Em Maria, demos graças a Deus. Por Jesus e o Espírito que o anunciou.

Pe. Paulo Siebeneichler
Pároco Reitor da Paróquia Santuário Santa Edwiges

Compartilhe e evangelize: