As relíquias da Santa Duquesa no Santuário a ela dedicado

A transladação das relíquias de Edwiges somente foi possível após a conclusão da obra de construção da grande capela que as abrigariam, no novo Santuário de Santa Edwiges.. A capela onde as relíquias foram guardadas enquanto se esperava o término do Santuário chamava-se São João Batista. O Santuário dedicado a ela foi construído em estilo gótico ele atraia a atenção de todos pela beleza e grandiosidade.

No dia da transladação das relíquias, dia muito esperado, diga-se de passagem, pelos devotos da santa e pelas autoridades eclesiásticas, multidões de fiéis chegaram a Trzebnica. Vinham não somente da Silésia, mas de muitos outros lugares onde a fama da santidade de Edwiges foi anunciada e os sinais de Deus operados pela sua intercessão ocorreram.

Fiéis da Polônia, Boêmia, Moravia e outras regiões, como Luzyce, Meissen e Saxônia, todos queriam estar presentes naquela ocasião. Afinal, não era sempre que alguém tão próximo do coração, dos pobres e quase que no mesmo tempo era elevado aos altares!

A solenidade foi presidida pelo neto de Edwiges, Ladislau, Arcebispo de Salzburgo, nomeado pelo Papa para esta ocasião como seu legado (representante). Acompanhavam o Bispo Ladislau muitos outros Bispos,  Abades, religiosos e religiosas. A família da Santa estava toda lá: netos, bisnetos. Príncipes poloneses que descendiam de Edwiges e muitas comitivas de lugares distantes e diversos.

Segundo as crônicas houve um tempo bom, com o sol de agosto brilhando sobre a multidão que pôde expressar sua devoção e afeto à santa duquesa. As pessoas armavam suas barracas ou se hospedavam nas casas e conventos próximos. Muitas cores se faziam presente, representando ducados e aldeias, governantes e grupos religiosos. Haviam cantos, círios, alegria. Todos desejavam entrar na nova Igreja, o grande santuário dedicado a Deus e à memória da santa duquesa que a todos quis bem e socorrera. Agora todos desejavam retribuir este afeto e esta santidade com a participação, a oração, o louvor.

Assim, as cerimônias e comemorações de Santa Edwiges, tendo no centro as suas relíquias, foram as seguintes: — Em 17 de agosto de 1267: exumação dos restos mortais da duquesa. — 25 de agosto de 1267: elevação do altar da capela de São Pedro no convento de Trzebnica e transladação dos restos mortas de Edwiges para lá. — 25 de agosto de 1268: transladação para a capela de São João Batista. — 25 de agosto de 1269: transladação definitiva para a capela de Santa Edwiges no Santuário de Santa Edwiges.

Compartilhe e evangelize:

QR Code Business Card
Blowjob