Liturgia diária
Evangelho: Confira as leituras da Liturgia da Palavra e a reflexão do dia
Santo: Conheça a história de fé do Santo celebrado pela Igreja

Para refletir: “Ter fé é assinar uma folha em branco e deixar que Deus nela escreva o que quiser!” Santo Agostinho
Jornal
Galeria de Fotos
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
Palavra do reitor › 11/11/2016

Ano Santo e Jubileu Extraordinário da Misericórdia!

Caros, Paroquianos, Devotos e Romeiros de Santa Edwiges.

ano-santo-destEstamos vivendo o Ano Santo Extraordinário da Misericórdia, proclamado pelo Papa Francisco, em 11 de abril de 2015- Roma, sede do Sumo Pontífice, e com o início deste para o dia 08 de dezembro de 2015 estendendo-se até o dia 20 de novembro de 2016, na Solenidade de Cristo Rei do Universo, ou seja, o último domingo da liturgia 2016 que na sequência já inicia o ano 2017 na liturgia com o Tempo do Advento, a preparação para o nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo.
O ano santo teve como motivação inicial, a Solenidade da Imaculada Conceição, e no ano de 2015, completou 50 anos do encerramento dos trabalhos do Concílio Ecumênico Vaticano II. O Concílio Ecumênico Vaticano II foi convocado pelo Papa João XXIII, em 25 de dezembro de 1961, inaugurado em 11 de outubro de 1962, e encerrado pelo então Papa Paulo VI, em 8 de dezembro de 1965, depois de um longo e destemido trabalho de mais de 2.000 Bispos do mundo inteiro convocados para refletirem sobre a Igreja Católica e suas ações no mundo, e chegado às definições, encerra-se este marco importante para a renovação da fé cristã, que o atual Papa, convida a Igreja no mundo inteiro a recordar como Jubileu e neste, tratar de temas fundamentais da fé, e da vivência, como o amor, a misericórdia, e os que se encontram nesta dimensão da vida e da fraternidade universal.
O Jubileu é um tempo muito especial, é um tempo de recordar, celebrar e rever o que se tem de fundamentos, não para se tornar antiquado, antigo, é um tempo para rever, renovar as forças, e celebrar o que já se viveu e se tem para encontrar no tempo com a história e seus fundamentos. Escolhido para este Jubileu o tema da misericórdia, com o fundamento do Evangelho de Lucas 6,36 “Sede Misericordiosos como o Pai”, e desta misericórdia, que possa ser estendida aos que de cada Cristão possam se aproximar.
O ano santo vai terminar no dia 20 de novembro, como a Bula da Proclamação Misericórdia e Vultus, (O Rosto da Misericórdia), deu como indicação, mais nele não termina as ações de nossa fé, como a caridade, a oração, o perdão, o amor ao próximo, a acolhida, a ternura de nossa fé, enfim os apelos de conversão que foram proclamados, podemos e devemos nos tornar peregrinos para a graça todos os dias de nossa vida. Este tempo proclamado, foi para dar ênfase a uma necessidade explicita, e que depois de um ano, já tenhamos aprendido e guardado para continuar em nossas vidas as boas atitudes neste ano iniciadas.
Caros e queridas, que possamos continuar a vivência da graça santificante da misericórdia e sejamos misericordiosos, sejamos o rosto do amor de Deus onde estivermos. Que Deus nos abençoe nos dias finais deste Ano Santo, para ter as nossas vidas à Santidade, que o Pai de cada um de nós deseja.

Pe. Paulo Siebeneichler
Pároco Reitor da Paróquia Santuário Santa Edwiges.

Compartilhe e evangelize: