Liturgia diária
Evangelho: Confira as leituras da Liturgia da Palavra e a reflexão do dia
Santo: Conheça a história de fé do Santo celebrado pela Igreja

Para refletir: “O homem deve ter a alma pura como um espelho. Quando a ferrugem no espelho, o homem não pode ver nele seu rosto;assim também, quando há pecado no homem, este não pode ver a Deus!” São Teófilo
Jornal
Galeria de Fotos
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
Palavra do reitor › 17/01/2018

A Deus!

Gratidão pela minha vida e pelo meu nascimento, pela vida na minha família, pobre, simples, itinerante por muitos anos, do Rio Grande do Sul, Getúlio, Erechim, Itapejara, Água Santa, depois Três Barras do Paraná – PR até se estabelecer no próprio chão, no torrão chamado propriedade, casa pequena, mais nossa, 6×6 de madeira, construída pelo Pai nos finais de semana, com suor, sofrimento e dignidade, pregos endireitados, madeiras novas. Um orgulho, morar na Parigot de Souza s/n, em Pato Branco – PR no Bairro Bortot, sem asfalto, mais com a felicidade de estar em casa. A Itinerância não parou, São João – PR, Pato Branco e enfim Três Barras no ano que esta se emancipava município, desmembrada de Catanduvas – PR, na localidade chamada Mato Ralo. Onde os Filhos se espalharam, uns casando, outros indo estudar e um que rodou pelo mundo até parar aqui, por 10 anos no seu ministério Sacerdotal.

Gratidão por chegar nesta comunidade e iniciar meu ministério no dia 06 de janeiro de 2008, onde pude viver e aprender um modo de viver e de ser! Em 03 de janeiro de 2010, entreguei meu pai para a eternidade, e este mesmo sentindo há sua hora chegar, dizia-me, “vai, você tem a sua missão, e a mim, Deus cuida!” Após um mês mesmo no luto, dia 07 de fevereiro 2010, minha Mãe com toda a sua força espiritual, veio me acompanhar, na nova missão! Sendo forte, e fortalecendo a mim e a todos da nossa casa!

Gratidão pela minha Mãe, no dia em que celebrarei o meu envio, dia 11/01/2018, completará um ano de seu falecimento! Recordando a longas horas sentado com ela, se sentindo impotente frente à enfermidade, e ouvindo dela os seus conhecimentos e a sua profecia, você deverá fazer coisas ainda diferentes, e devem te mudar em breve.

Gratidão pelos meus irmãos, irmãs, cunhados, cunhadas, sobrinhos e sobrinhas, por vibrar, animar, entender e torcer para esta nova etapa de minha vida, sendo que uns sabem o que isso significa, outros ainda não, mais vale é a força e a alegria.

Gratidão a vida Eclesial de São Paulo, da comunhão com a Arquidiocese, com o Cardeal e com os Bispos que o Auxiliaram neste tempo na Região Episcopal, e o período do Vigário na Vacância da Sede. Pela sempre solidária acolhida, parceria, aconselhamento, enfim vida Cristã.

Gratidão aos Padres do Setor, pela sempre bela e serena fraternidade. Que os anos se faça aumentar, crescer, e fortalecer este vínculo e testemunho de comunhão na Evangelização.

Gratidão a Deus pela vida Religiosa, que me deu a oportunidade de conhecer vocês. A São José Marello, que a exemplo de São José se fez serviço, evangelização, missionariedade, entrega e consagração aos interesses de Jesus. Gratidão pelos Oblatos que serviram comigo neste lugar no tempo em que aqui vivi foram muitos. Gratidão às religiosas das comunidades Palotinas e Franciscanas Angelinas, com sua presença e espiritualidade me ajudaram a realizar a tarefa de cuidar desta porção do povo de Deus.

Gratidão pela Comunidade, tantos fatos, tantas coisas, tantas realizações. Não vou dizer isso ou aquilo, é só recordar e agradecer a Deus por estes singulares momentos de realização. Vivemos em comunidade local, dores e alegrias, festas e lutos, vivemos a vida.

Gratidão pelas pessoas idosas, que em sua majestade de anos nos ensinaram a entender a história e viver respeitando a memória desta nossa vida e vivência devocional a Santa Edwiges com todas as atividades que se faz, no campo Pastoral e no campo Social.

Gratidão pelas pessoas que levou a eternidade, tantos homens e mulheres, jovens e crianças que cada um contribuiu com a sua vida e presença na comunidade, uns muito longamente, outros com a brevidade do tempo.

Gratidão pelos que se fazem servir, em cada um dos serviços e ministérios, grupos e movimentos, serviços das festas, serviços de limpeza geral, serviços, serviços, serviços diversos em todos os tempos e lugares que nos fizemos realizar a vida de Ser Santuário Santa Edwiges.

Gratidão pelas pessoas de todas as classes, idades, culturas, estados, jeitos, diferenças, romeiros, devotos, paroquianos que na sua vida me fizeram entender a Deus e a fé no seu supremo e verdadeiro mistério. Que Deus se faça verdade e realidade no meio de nós.

Gratidão, pela Obra Social Santa Edwiges. Por tudo e por todos, pelas etapas de conhecimento, crescimento, amadurecimento, parceria, fidelidade a Deus no serviço aos pobres, muitas vezes criticado, não entendido por ser um serviço que vai se formando, organizando e atualizando na vida e na sociedade, para fazer da Caridade, um serviço de superação e devolução da dignidade da pessoa na sua capacidade e integridade.

Gratidão pela Comunidade Heliópolis, pela sua dinâmica própria, pelos amigos e conhecidos, dentro dela as Comunidades Cristãs católicas, a atendida, ou as visitadas, Sonhar é avançar, avançamos, com todo o estilo e possibilidade.

Gratidão a Deus pela sua infinita misericórdia! Por entender a minha fraqueza e pequenez, e ainda assim me permitir realizar a sua missão de Evangelizar nesta porção do povo de Deus Chamada Santuário Santa Edwiges. Perdão Senhor, Misericórdia! Confio no seu amor! Ainda que falhei, não era esta a minha intenção ferir ou magoar, era de cuidar bem e melhor dos que a mim foram confiados.

Gratidão por vocês acolher desde já os meus confrades que irão continuar a missão de evangelização nesta comunidade.

Gratidão por ser humano, por poder rir e chorar, poder viver e expressar a alegria, com o riso ou com as lágrimas, entendendo cada sentimento sincero de manifestação, rezarei sempre por vocês, rezem por mim.

A Deus minha eterna Gratidão! Somente Gratidão. Amém, assim seja para sempre amém, amém.

Pe. Paulo Siebeneichler
Ex Pároco Reitor da Paróquia Santuário Santa Edwiges e
Ex Presidente da Obra Social Santa Edwiges
Nomeado Ecônomo da Província dos Oblatos de São José no Brasil e
Pároco da Paróquia Senhor Bom Jesus do Portão em Curitiba – PR.

Compartilhe e evangelize: