Liturgia diária
Evangelho: Domingo de Pentecostes da Páscoa
Santo: São Bernardino de Sena

Para refletir: “Não se pode fazer nada mais agradável a Jesus Cristo do que recebê-lo muitas vezes na Eucaristia” Santo Afonso de Ligório
Jornal
Galeria de Fotos
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
Palavra do reitor › 09/03/2016

A Campanha da Fraternidade de São José!

Caros Devotos, Paroquianos, Romeiros leitores do Jornal e das Mídias de Santa Edwiges, que Deus te conceda a graça e a paz, e possa viver bem este Tempo da Quaresma buscando ter uma Santa celebração da Páscoa.

Estamos no Tempo da Quaresma, tempo para oração, jejum, prática da caridade, um tempo para rever a vida e celebrar a conversão, fazer uma mudança de vida, mudar os hábitos, dar uma repaginada nas atitudes, nas palavras, nas ações, para se reconfigurar com Cristo. A Igreja neste tempo, já a cinquenta anos promove a Campanha da Fraternidade, e neste ano, por ocasião do tema proposto, realiza em comunhão com o Conselho das Igrejas Cristãs, CONIC e ainda uma entidade Internacional, a MISEREOR da Alemanha, na busca de que a Campanha atinja mais cristãos a defesa de nossa casa, o planeta terra, tantas vezes descuidado e atingido por tantas atitudes humanas.

A CF 2016 tem como Tema: “Casa comum, nossa responsabilidade”, e este é animando pelo versículo bíblico de Amós que serve de Lema: “Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca” (Amós 5,24). A finalidade é de unir as Igrejas para lutar pela defesa ampla do planeta neste grande cuidado da casa comum, devolvendo aos rios, às fontes, às pessoas, animais, seres vivos, plantas, matas e florestas uma respeitabilidade de evitar estragar o jardim que Deus, O Criador nos deu, e que hoje é devastado, destruído e devolvido lixos e tantos elementos poluentes em nosso meio ambiente.

Em se falar de justiça, celebramos no mês de março, São José, Ele o Pai de Jesus, o qual lhe dá a dimensão de ser o Guardião do Redentor, o que cuida certamente pode ser o Santo a ser para nós um luzeiro a iluminar o nosso horizonte de viver o projeto de Deus, na escuta atenta da Palavra e fazendo a vontade do Senhor, com as virtudes das quais José cuidou da casa de Nazaré, onde com Jesus e Maria fizeram acontecer o Mistério da Encarnação. O que José nos inspira é o cuidado sem muitos alardes, fazer a escuta atenta, e no seguimento das leis propostas, não deixar de devolver ao seu meio a responsabilidade com os seus.

O Tempo da Quaresma convida a conversão, isso precisa de tempo, humildade, paciência, virtudes que José possuía e vivia junto com os seus. Olhando para José nesta Quaresma, possamos caminhar felizes para a Páscoa e alcançar a Justiça, o cuidado de nossa casa, da casa comum o planeta e fazer-se fraterno cuidando dos seres que habitam próximos de nós.

Uma Feliz Páscoa, depois de uma santa Quaresma, com a inspiração em São José, o Justo, o Santo que viveu em união e nos dá o exemplo da fidelidade ao projeto de Deus.

 Pe Paulo Siebeneichler
Pároco Reitor da Paróquia Santuário Santa Edwiges

Compartilhe e evangelize: